FEMINICÍDIOS EM OURICURI E PETROLINA EM MENOS DE 24 HORAS MARCARAM O FERIADO E FINAL DE SEMANA

O primerio caso em Ouricuri:

Terceiro feminicídio em Ouricuri apenas neste ano. Ouricuri tem uma delegacia da mulher que foi criada e nunca foi instalada. Muito grave a situação das mulheres do Sertão do Araripe. É urgente a necessidade da instalação da delegacia da mulher de Ouricuri disse a deputada Geide Ângelo em suas redes sociais.

De acordo com informações colhidas pela central do Radar, o fato ocorreu na sexta-feira, dia 29 de março, nas primeiras horas do dia na rua Falconeri da Costa Holanda, no Residencial São Sebastião, onde teve como vítima a pessoa de MARIA IMACULADA PEREIRA DOS SANTOS, ou LAURA, 23 anos, que deixou 3 filhos menores de idade, dentre esses uma bebê recém nascida.

O principal suspeito é seu ex-companheiro, CÍCERO R. L SILVA, 38 anos. Ele teria atropelado a vítima na rua antes de invadir a casa e perpetrar o crime e segundo familiares, estaria rondando a casa da vítima momentos antes do crime e teria invadido o imóvel.

Segundo fontes policiais, a casa da vítima estava com o portão de ferro arrombado e a vítima caída sem sinais vitais no interior da residência, sendo localizado próximo ao corpo, um aparelho celular pertencente a mulher, além da faca e uma marreta usada no crime. A vítima apresentava ferimentos na cabeça provocado por uma marreta.

De acordo com familiares, o suspeito teria sido visto rondando a casa da vítima, que tinha a seu favor uma Medida Protetiva e já teria sido denunciado por agressão contra a companheira na delegacia de Ouricuri. Ainda segundo informes, ele teria publicado nas redes sociais que estaria fora de sé e se entregaria à policia.

A delegacia foi instaurado um inquérito para apurar o caso. A faca e a marreta foram recolhidas pelo Instituto de Criminalística e o corpo seguiu para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina para os exames complementares e a constatação oficial da causa-morte.

Segundocaso em Petrolina:

Uma mulher conhecida como VIVIANE DO NASCIMENTO SOUZA, de 20 anos, foi assassinada nesse sábado, 30 de março, no Projeto N-7, zona rural de Petrolina (PE).

A polícia trata o caso como feminicídio, já que a suspeita é de que o próprio companheiro dela teria praticado o crime.

Nos últimos dias aumentou muito o número de mulheres assassinadas em Petrolina. Só na semana passada foram pelo menos três casos de feminicídio no município.

Ainda não se sabe a motivação do crime e o suspeito encontra-se foragido.

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS – EMANOEL CORDEIRO