Araripina sedia, pela primeira vez, a reunião de Diretoria da FIEPE

DSC_5143 (1)

A Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – FIEPE realizou no último dia 1º de agosto, pela primeira vez na sede da Unidade Regional Sertão do Araripe, em Araripina, a sua reunião de diretoria para deliberar sobre assuntos de interesse da indústria pernambucana.

A reunião foi presidida por Ricardo Essinger e teve como pauta principal a apresentação dos dois novos diretores da Unidade do Araripe que assumem a liderança de representar a FIEPE na região. O empresário Francisco Alves, do setor industrial de calçados, foi nomeado como Diretor e o Meton Carvalho, do polo gesseiro, é o novo Diretor Adjunto durante os próximos quatros anos.

A diretoria da FIEPE também aprovou a inserção da Federação à Associação Nordeste Forte. A ideia da Associação é reunir os presidentes das Federações das Indústrias dos Estados Nordestinos e formular proposições e defesas de interesses de temas que são transversais à toda indústria da região do Nordeste Brasileiro.

Para Ricardo Esssinger temas como as alíquotas de ICMS cobradas entre os estados, por exemplo, pode ser alvo de debate e consequentemente de defesa de interesses de todas as indústrias do Nordeste para aumentar a competitividade das empresas. A reunião contou com a presença de representantes do Sistema Indústria IEL, CIEL, SESI e SENAI que elencaram as principais ações realizadas durante o mês de julho.

Segundo o novo Diretor da Unidade Regional do Sertão do Araripe, Francisco Alves, o desafio de liderar ações em prol da indústria regional será compartilhado com todos os empresários. Ele reforçou que é necessária união empresarial para promover ações efetivas. “Somos responsáveis por 1,8% do PIB de Pernambuco e este número embora pareça pequeno, é muito grande, pois gera emprego, renda e desenvolvimento para os nossos habitantes. O papel da FIEPE é dar a devida representação de todos os segmentos industriais da nossa região como o gesso, mel, ovino e caprinocultura, têxtil, panificação, metal-mecânica, curtume, calçados, leite e outros”, afirmou.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE