SDS LANÇA PLATAFORMA PARA LOCALIZAR CELULARES FURTADOS OU ROUBADOS E DELEGADO SECCIONAL DA 24ª DESEC FALA SOBRE O ASSUNTO

A expectativa é de que, com a ferramenta, haja um desestímulo ao interesse de criminosos nesses produtos, que correspondem a 55% dos alvos de roubos registrados em Pernambuco.

O novo sistema pode ser acessado com um clique no banner “Alerta Celular”, no site sds.pe.gov.br. Em seguida, é preciso fazer um cadastro com login e senha. A próxima etapa é fornecer dados pessoais, como nome completo, CPF, RG e e-mail, e cadastrar os números de celulares. O passo mais importante é fornecer o IMEI, uma espécie de registro do telefone, semelhante ao chassi de um carro. O código pode ser encontrado por trás da bateria ou quando se digita *#06# no teclado do aparelho. Pode ser mais de um, referente ao chip da operadora. Depois disso, o cadastro é finalizado.

“Se, porventura, essas pessoas forem vítimas de um roubo ou furto, o número já estará vinculado ao CPF e a polícia poderá puxar essas informações. É um recurso que pode ser utilizado como ferramenta de inteligência nas investigações”, explicou o delegado seccional da 24ª DESEC, Jairo Oliveira Marinho em entrevista ao vivo no programa Plantão de Polícia na Rádio Cultura FM de Ouricuri – PE, com Emanoel Cordeiro nesta sexta-feira, 16 de fevereiro.
 
Além desse assunto, o delegado foi indagado sobre os anúncios do Secretário da SDS, Antonio de Pádua Vieira Cavalcante à Ouricuri, quando na oportunidade, em entrevista ao repórter Emanoel Cordeiro, assegurou para fevereiro de 2018 a implantação do ITB, IML e Delegacia de Combate ao Narcotráfico, além da chegada de delegados e outros policiais civis para as delegacias da região, quando Dr. Jairo, assegurou que os policiais já estão atuando, quanto a delegacia de Narcóticos, anunciada para Ouricuri, está funcionando em Araripina, sobre o ITB e IML, ainda não há informações concretas sobre praz e localidade, disse ele.
 
Além disso, mais que para inibir assaltos, também é um alerta para pessoas que costumam adquirir celulares sem procedência, a preços mais baratos que os de mercado. “Se algum criminoso for preso por receptação ou qualquer outro crime com um aparelho roubado ou furtado, a gente tem condição de recuperar e restituir a vítima”, complementou.
 
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Jairo marinho Del. Seccional da 24ª DESEC/SDS-PE