SAMU nega atendimento a jovem epilético e revolta população em Casa Nova BA

Um relato postado no facebook, uma moradora de Casa Nova, interior baiano, chamou a atenção pela forma como se negou, a princípio, um atendimento médico a um jovem que estava tento ataques epiléticos em via pública em pleno sol do meio dia.

O texto foi postado no facebook nesta terça-feira, 02 de junho, por um grupo denominado ” Cidade em Alerta “, que costuma denunciar descasos da administração pública daquela cidade.

Um jovem que se debatia com ataques epiléticos necessitou de atendimento, quando um popular ligou para o 192 e teve como resposta que o veículo do SAMU estaria em outra localidade, ao ser verificado, o carro estava estacionado no pátio do hospital, o motorista sentado e a enfermeira que atendeu a ligação, estaria ao telefone e teria esnobado o pedido de socorro e o jovem só foi atendido após a população se revoltar e ameaçar a polícia e a justiça, acusando-os de omissão de socorro.

Clique abaixo em ” continuar lendo ” e veja na íntegra a postagem e a indignação dos moradores de Casa Nova BA.

É triste o que vou relatar aqui, mas hoje presenciei um dos maiores descasos que já vi nesta cidade. Na esquina da Panificadora Bom Gosto, uma jovem estava tendo ataques epiléticos, quando cheguei exatamente às 13:50 a mesma estava desmaiada no meio da rua e com a cabeça inchada em consequência da queda, alguns populares deslocaram a vítima até uma sombra enquanto o Gabriel ligava para o SAMU, é aí que começa o descaso… Disseram para o Gabriel que a ambulância do SAMU estava em Santana do Sobrado, “MENTIRA”, passou uns 20 minutos e a jovem começou a ter mais ataques, nenhuma ambulância chegou e meu esposo Diego foi ao hospital verificar o que estava acontecendo e quando chegou lá a primeira coisa que viu foi a ambulância do SAMU estacionada, o motorista com a cara pra cima, e uma enfermeira do SAMU dando altas gargalhadas no celular. Hooooooo mas não prestou não, Diego indignado disse algumas verdades, chamou a enfermeira de irresponsável e sabe o que ela disse? Que não podia fazer nada! Gente parece brincadeira mas não é não, foi preciso Diego chamar a polícia e ameaçar de processar por omissão de socorro para eles fazerem alguma coisa. Quando eles chegaram ainda foi com desaforo, a população indignada com o descaso começou a chamar eles de irresponsáveis, a enfermeira dando uma de doida, chamou o meu esposo de “idiota”, pra que ela fez isso? Disse tudo o que estava engasgado na minha garganta, disse a ela que quem paga o salário dela sou eu, ou melhor nós, que ela tem obrigação de cumprir as funções do seu cargo, pois acreditem que ela disse que o salário dela era pouco. Já tinha até saído de perto, mas com uma dessa tive que voltar pra dizer o resto, falei pra ela que se ela estava frustrada com o salário dela então fosse fazer outra faculdade pois a população não é obrigada a ter que aguentar esse tipo de profissional insatisfeito com a carreira que escolheu, ou com raiva por que o salário está atrasado, nós pagamos nossos impostos e merecemos o mínimo de respeito, porque a gente aceita tudo mas deixar um ser humano morrendo no meio da rua como um cachorro aí já é demais! Meus Deus será que Casa Nova ainda tem jeito? Estamos nas mãos de pessoas totalmente despreparadas para trabalhar com gente, esse tipo de pessoa tem trabalhar é no meio da roça, com bicho bruto, no meio do mato e não com a gente. Nosso povo merece respeito, seja rico ou pobre, branco ou negro, não importa, somos cidadãos de bem! Conheço bem os meus direitos. E mais respeito por favor, por que respeito é bom, eu gosto, e aqui não tem criança não viu.

SHARESHARESHARE

POR guto silva

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Gutemberg Silva/Petrolina 24 Horas

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE