PRESIDENTE BOLSONARO FALA PELA PRIMEIRA VEZ APÓS O 2º TURNO DAS ELEIÇÕES

Após 44 horas de espera, o presidente Jair Bolsonaro (PL) falou pela primeira vez após a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A declaração era esperada desde o último, domingo, dia 30 de outubro, quando o Tribunal Superior Eleitoral apontou a vitória de Lula no 2º turno. O petista teve 50,90% dos votos válidos contra 49,10% de Bolsonaro, que tentou a reeleição. Mas o mandatário ficou em silêncio por mais de 36 horas.

O pronunciamento do presidente é aguardado desde o resultado das eleições, divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por volta das 19h50min de domingo.

Ele chegou sorridente ao lado de ministros e usou por pouco tempo e sem citar a vitória de Lula, o presidente agradeceu os votos que recebeu e afirmou que continuará cumprindo a Constituição. Ele disse ainda que ‘manifestações pacíficas são bem-vindas’, mas condenou protestos que prejudicam a população e impedem o direito de ir e vir. Depois, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou que dará início à transição de governo.

O presidente não disse se aceitava ou não o resultado, Bolsonaro criticou o processo eleitoral, abriu a fala agradecendo os votos recebidos, citou ainda que sempre foi rotulado de antidemocrático, porém disse que sempre jogou nas quatro linhas da constituição e que sempre continuará a defender as ideias de direita.

Sobre os protestos, ele disse apenas que não se deve seguir o modelo da esquerda.

O presidente Bolsonaro em nenhum momento citou os demais brasileiros, nem mesmo o presidente eleito.

Após a fala rápida de Bolsonaro, Ciro Nogueira disse que vai haver o processo de transição de cargos. Afirmou ainda que a presidente do PT Gleisi Hoffmann informou que na próxima quinta-feira será formalizado o nome do vice presidente eleito Geraldo Alkmin.

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS – EMANOEL CORDEIRO