Jarbas Vasconcelos afirma que não aceitará chantagens de Eduardo Cunha

jarbas

Um dia depois de o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciar o seu rompimento com o Governo Federal, o deputado e também peemedebista Jarbas Vasconcelos (PE) afirmou que não aceitará qualquer tipo de chantagem que o comandante da Casa possa vir a fazer. Ontem mesmo, horas após anunciar o rompimento, Cunha determinou que os 11 pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff fossem enviados para os seus autores para que fossem atualizados. Além disso, ele também disso que passaria a fazer oposição a Dilma Rousseff.

Durante a eleição da nova Executiva do PMDB, na manhã deste sábado (18), Jarbas afirmou que defenderá o afastamento do presidente da Câmara do cargo enquanto não chegarem ao fim as investigações da denúncia do ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo, de que teria pago propina de R$ 5 milhões a Cunha.

O deputado pernambucano segue o caminho do companheiro de bancada e vice-líder do Governo, Silvio Costa (PSC), que tão logo Cunha anunciou o rompimento com o Governo, ele pregou a saída do presidente da Câmara do comando da Casa.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/ Informações de Branca Alves

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE