Em Petrolina, Lula diz confiar na permanência de Dilma na presidência

Lula

Em ato a favor da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) em Petrolina, na noite desta segunda-feira, 11 de julho, o ex-presidente Lula (PT) afirmou que precisa de seis senadores para reverter o resultado contra a petista

Dilma foi afastada há dois meses após 55 senadores votarem a favor da admissibilidade do impeachment. Agora, uma comissão na Casa analisa o mérito do processo para avaliar se a petista cometeu crime de responsabilidade fiscal. A leitura e a votação do relatório final estão marcadas para o início de agosto e o resultado do processo deve ir a plenário algumas semanas depois. O impedimento será concretizado se 54 parlamentares votarem a favor, o que equivale a dois terços do total.

O ex-presidente ainda reafirmou que pode voltar a ser candidato nas próximas eleições presidenciais. “Se eles quiserem reduzir os direitos do povo brasileiro a pó, eu digo: Não me provoquem porque eu posso voltar e ser candidato em 2018

A mobilização em Petrolina faz parte da Caravana da Democracia, que realiza, desde a semana passada, uma série de manifestações em 12 municípios do Estado contra o impeachment de Dilma. O município no Sertão é o primeiro a ser visitado por Lula. O ex-presidente ainda tem compromissos em Carpina, na Zona da Mata, e Caruaru, no Agreste, antes de chegar ao Recife, na próxima quarta-feira, dia 13. 

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Jamildo

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE