Avião que voava entre França e Alemanha se choca com os Alpes

ReproduçãoReproduçãoUm avião da companhia alemã Germanwings, que realizava o trajeto entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha, se chocou com os alpes franceses, informa a emissora Europe 1.

Ainda não há muitas informações sobre o acidente, mas o que se sabe é que o avião, modelo Airbus A320, tem seu desaparecimento dos radares confirmados. De acordo com informações locais divulgadas pela Europe 1, o desaparecimento aconteceu próximo a Barcelonnete.

A Lufthansa, responsável pela Germanwings, atualizou às 10h (horário de Brasília) que o avião contava com 144 passageiros e seis tripulantes. A companhia se organiza para fazer pronunciamento oficial ainda nesta terça-feira.

Logo após o acidente, o presidente francês François Hollande comentou com pesar o choque do avião com os Alpes, deixando pouca esperança de que sejam encontrados sobreviventes. “É lamentável, mas não esperamos que seja possível encontrar sobreviventes desse acidente”, afirmou ele.
Chamada por socorro

O avião Airbus A320 da companhia Germanwings fez uma chamada de socorro antes de cair perto do município de Prads-Haute-Bléone, no departamento de Alpes-de-Haute-Provence, informou a direção geral da Aviação Civil francesa em um comunicado.

Um helicóptero da gendarmaria confirmou o acidente do avião, que fazia o trajeto entre Barcelona (Espanha) e Dusseldorf (Alemanha) com 144 passageiros e seis tripulantes. Segundo o presidente da França, François Hollande, provavelmente todas as pessoas a bordo morreram.

“O voo fez uma chamada de socorro às 10h47 locais (6h47 de Brasília) em descenso a uma altura de 5.000 pés (1.524 metros) nas proximidades de Barcelonette, em Alpes-de-Haute-Provence”, disse o organismo em um comunicado.

Segundo a imprensa francesa, o avião pode ter se chocado contra o maciço de Trois Evéchés, uma zona muito montanhosa dos Alpes franceses.

França nega que avião pediu socorro


A Direção Geral da Aviação Civil da França (DGAC) confirmou nesta terça-feira à Agência Efe que o avião que caiu nos Alpes franceses não enviou um sinal de alerta antes do acidente, como o organismo tinha anunciado anteriormente.

“Foi o controlador aéreo quem lançou o alerta porque tinha perdido contato com o avião, às 10h30 locais (6h30 de Brasília), disse à Efe um porta-voz da DGAC

Mapa mostra trajeto do voo até que ele fosse interrompido pelo acidenteMapa mostra trajeto do voo até que ele fosse interrompido pelo acidente

França não descarta terrorismo, afirma porta-voz

O governo da França não descarta nenhuma hipótese, incluindo até mesmo o terrorismo, na investigação sobre as causas do acidente, informou à Agência Efe o porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet.

“Vamos averiguar todas as pistas, incluindo o terrorismo, embora essa última hipótese não seja nossa prioridade”, disse o porta-voz, explicando que, segundo os primeiros indícios, o avião realizou uma “trajetória anormal” antes de cair.

Desolados, parentes de vítimas começam a chegar no aeroporto de Barcelona

Três casais e quatro homens sozinhos, visivelmente abalados, tentavam obter informações sobre o acidente em que, segundo as autoridades francesas, não houve sobreviventes.

Todos eles foram acompanhados para uma sala colocada à disposição dos parentes pela segurança do aeroporto, que impediu a aproximação dos inúmeros jornalistas presentes no local.

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE