PF indicia o presidente do Bradesco e mais nove sob suspeita de corrupção

Luiz_Carlos_Trabuco_Bradesco

A Polícia Federal indiciou o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, e outras nove pessoas, no âmbito da Operação Zelotes, por crimes como tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, apurou o Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor.

A Zelotes apura se grandes contribuintes pagaram propina para reverter decisões tributárias desfavoráveis por meio de manipulação em julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). No início da operação, os investigadores identificaram 74 processos no Carf com suspeita de pagamento de propina, dos quais em 12 havia “fortes ind

Agora, cabe ao MPF avaliar o material e decidir se é preciso solicitar novas diligências. Depois, o MPF decide se oferece ou não denúncia contra os acusados. Ele pode denunciar todos, alguns e até mesmo incluir novas pessoas em eventual denúncia.

As ações do Bradesco passaram a liderar as perdas do Ibovespa após a notícia do indiciamento. Bradesco PN fechou em queda de 5% e Bradesco ON recuou 3,36%. O diretor vice-presidente do Bradesco, Domingos Figueiredo Abreu, e o diretor de relações com investidores, Luiz Carlos Angelotti, também foram indiciados pela Polícia Federal por corrupção ativa.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Por Leticia Casado, Vinícius Pinheiro e Talita Moreira | Valor

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM