PETROLINA DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA DEVIDO A FALTA DE COMBUSTÍVEIS E INSUMOS EM GERAL

A prefeitura de Petrolina, no Sertão Pernambucano, decretou situação de emergência para manter o funcionamento de alguns serviços públicos, comprometidos pelo desabastecimento de combustível na cidade durante protesto dos caminhoneiros. O prefeito Miguel Coelho assinou o decreto nesta segunda-feira (28).

O documento destaca que além da falta de combustível, alguns insumos mínimos também estão com a distribuição afetada, como gêneros alimentícios, água potável, medicamentos, gás, entre outros.

Entre as ações para minimizar prejuízos à população, o decreto listou a elaboração de um plano de manutenção dos serviços públicos essenciais pelas secretarias, além do levantamento dos estoques de combustíveis, gêneros alimentícios, medicamentos, água potável, gás, entre outros itens. A intenção é que o estoque seja compartilhado entre os órgãos da Administração Pública Municipal.

Clique abaixo no “decreto” e confira na íntegra o decreto:

DECRETO N 040 2018 emergencia

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G1 PE