Oito cidades do Sertão recebem a Jornada Literária Chapada do Araripe, inclusive Ouricuri

De 13 a 23 de maio, oito cidades do Sertão pernambucano vão receber a terceira edição da Jornada Literária Chapada do Araripe, movimentada pelo Sesc Pernambuco. O objetivo da ação é incentivar a leitura e promover atividades formativas, além de descentralizar as ações de literatura do eixo da capital, a partir da ideia de criação de corredores culturais. Nessa edição, o grande homenageado do encontro é o escritor, professor e editor da Revista Estudos Universitários da UFPE, Lourival Holanda.

A primeira parada acontece no município de Araripina na próxima quarta-feira (13) e quinta-feira (14). Em seguida, a iniciativa passará por Trindade (15), Ipubi (16), Ouricuri (17 e 18), Granito (19), Exu (20), Moreilândia (21) até chegar a Bodocó (22 e 23).

A abertura será movimentada com um Cortejo Cultural, às 7h, com saída na Praça da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, acompanhado do Maestro Álvaro Campos, do Grupo de Dança do Sesc Ler Araripina e Banda de Pífano. Logo em seguida, tem início o projeto “Um Escritor na Minha Escola”, que visa aproximar jovens leitores de quem escreve no Estado, aprofundando a relação e conhecimento sobre a criação literária. Essa ação, que acontece simultaneamente em pontos descentralizados, como a sede do Serviço Social da Indústria, Escola Independência e o Centro Educacional do Araripe, conta com participação de Carlos Paixão, Junior Baladeira, Diógenes Jacó, Jorge Filó, Tony Aldair e Clécio Rinas.  O grande ápice do dia é o encontro “A poética e suas oralidades”, com a presença de Lourival Holanda, às 20h, na Faculdade de Formação de Professores de Araripina (FAFOPA). A mediação será comandada pelo gerente de Cultura do Sesc Pernambuco, José Manoel Sobrinho.

“A Jornada desenha a literatura e traz bons escritores e críticos literários para as cidades do interior, descentralizando a arte da Região Metropolitana do Recife. Ela é importante pela necessidade de revitalizar a cultura nordestina e revisar a memória de projetos”, pontuou Lourival Holanda.

Entre as atividades da Jornada estão rodas de conversas e leituras, recitais, cantorias, intervenções, ações formativas e mesas de glosa, onde declamadores improvisam versos com motes sorteados aleatoriamente. A programação tem como base o retorno de escritores e pensadores da literatura, que residem fora da sua terra natal, e integração deles com os que moram na Chapada, um dos pontos de intensa produção em Pernambuco. Além disso, o foco também é oferecer aos leitores a oportunidade do encontro com esses profissionais, intensificando o conceito de Corredor Cultural, que tem o objetivo de ampliar a oferta de serviços em municípios do interior, sem que obrigatoriamente haja uma Unidade Executiva do Sesc instalada.

“Tem sido intensa a produção literária no interior de Pernambuco, do mesmo modo que tem sido visível o interesse por parte dos leitores, principalmente quando os escritores são apresentados. O público só pode se interessar por aquilo que ele sabe que existe e a maior dificuldade reside no acesso. A Jornada tem cumprido um pouco este papel, porque tem levado os autores até as cidades de pequeno, grande e médio porte. O encontro se constitui em excelente oportunidade para conhecer as obras e os criadores”, explicou o gerente de Cultura do Sesc Pernambuco, José Manoel Sobrinho.

Homenageado – Natural de Bodocó, Lourival Holanda é escritor, professor e editor da Revista Estudos Universitários da UFPE desde 2013. Recentemente, assumiu a direção da Editora Universitária da UFPE. É autor de vários estudos sobre cultura e literatura no Brasil e na França. Entre seus livros estão “Fato e fábula” e “Sob o signo do silêncio”. O homenageado já esteve na Jornada como convidado e, em 2015, recebe as honras pela representatividade literária.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Araripina em Foco

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE