Marina Silva afirma que culpa da corrupção não é exclusiva de Dilma

Marina SIlva foto Renato Araujo ABr

A ex-senadora Marina Silva voltou a dizer que a corrupção não é problema exclusivo de Dilma Rousseff nem dos presidentes que a antecederam. Em palestra que realizou em São Paulo, Marina disse que o País vive uma “insustentabilidade política” e que os cidadãos precisam sair da postura passiva.

“A corrupção não é um problema da Dilma, do Lula, do Fernando Henrique, do Collor, de D. Pedro I nem de D. Pedro II. Enquanto for problema deles a coisa vai continuar feia”, disse. “A corrupção é problema nosso e, na nossa insustentabilidade política, achamos que é problema de alguém. Enquanto for assim, não vamos ajudar a resolver o problema”, completou.

Marina reiterou que todo apoio deve ser dado às investigações da Lava Jato, mas que é importante uma mudança de postura na democracia brasileira. Ela ponderou que os brasileiros elegem representantes para assumirem um papel de pai e mãe que entregam demandas. E destacou que há figuras na política que gostam de ser colocadas como “grandes mães”, em referência indireta à presidente Dilma Rousseff – que foi chamada de “mãe do PAC” pelo ex-presidente Lula.

“Temos a ilusão de eleger alguém para fazer as coisas para nós. Projetamos todas as nossas demandas em uma atitude altamente compensatória”, afirmou Marina. “Os eleitos não deveriam ser eleitos para substituir as pessoas, mas para representá-las.”

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/O Povo no Poder

VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O INSTAGRAM
VISITE O SITE
VISITE O SITE