CÂMARA APROVA PROJETO DE LEI QUE AUMENTA NÚMEROS DE VAGAS NO CONCURSO PÚBLICO DE OURICURI

 

Na sessão ordinária dessa terça-feira, 27 de setembro a câmara municipal de vereadores de Ouricuri, cuja sessões ocorrem no auditório da Praça do Ceus, colocou em votação o Projeto de Lei 021/2022, oriundo do Poder Executivo, que visa aumentar o número de vagas do quadro de cargos públicos permanentes do município de Ouricuri, Leis municipais nº 823/97, 829/98, 901/2001, 1034/2005, 1086/2006, 116/2007, 1151/2007, 1275/2013, 1362/2015, 1376/2016, 1458/2019 e 1527/2022, nos termos que especifica e dá outras providências.

Estavam presentes as sessões, os vereadores Massilon Inácio, Luciene Matos, Delvania Sobral, Cicero de Euclides, Quinho da Extrema, Pedro Augusto, Alex Bar, Adelucia Cleia, Williane Matos.

No início da sessão, o presidente Iran Severo determinou que os pares nomeassem seus relatores. O Professor Massilon se absteve do parecer, pois segundo ele, não teve como apreciar o projeto, os demais nomearam seus relatores e estes deram seus pareceres favoráveis.

Em seguida, a matéria foi para a discussão do parlamentares e posta em votação em dois turnos, sendo aprovado por todos, com exceção da vereadora Williane Matos que votou contra nos dois turnos.

No segundo expediente, professora Williane Matos, que explicou o motivo da sua decisão de votar contra, segundo ela, não foi levado em conta o período eleitoral, consulta de receitas e detalhamento sobre o projeto, ela aproveitou para frisar que não é contra ao aumento de vagas.

O presidente da Casa, Iran Severo, de público disse que os trâmites estão dentro dos parâmetros da Lei.

O segundo a usar a tribuna foi o professor Massilon Inácio, que afirmou que é importante a criação de cargos, porém reclamou que não recebeu em tempo hábil para se aprofundar, dessa forma, deixou de dá o seu parecer sobre o Projeto de Lei.

Massilon ainda reclamou que os transportes do município estão quebrados e vão prejudicar os alunos da Lagoa do Urubu, Umburana e povoado do Jacaré que deveriam participar das avaliações das escolas estaduais.

CONFIRA AS ALTERAÇÕES APROVADAS NO PROJETO DE LEI 021/2022

 

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS – EMANOEL CORDEIRO